Karol Barbosa Jornalista de formação e escritora de nascença. Adora estudar e escrever sobre educação, concurso público, histórias de ficção e coisas aleatórias. Nas horas vagas faz parte de um grupo de teatro e nos “dias de fazer nada” coloca uma boa série e joga The Sims (sim, até hoje).

Concurso Marinha RM2: expectativa de edital em outubro de 2019

7 min read

Concurso Marinha RM2: expectativa de edital em outubro de 2019

Se você quer entrar para o Comando da Marinha, a hora de se preparar é agora. 

Isso porque há uma grande expectativa de que o concurso para a Classe da Reserva da Marinha saía em outubro de 2019.

A prestação do Serviço Militar Temporário (SVM), geralmente, possui vagas para o sexo feminino e masculino. 

E os candidatos aprovados vão atuar como Oficial de 2.ª Classe da Reserva da Marinha (RM2) e podem ser alocados em várias regiões do Brasil. 

O objetivo do concurso é preencher as necessidades temporárias de Oficiais em Organizações Militares da Marinha, para a aplicação de seus conhecimentos técnico-profissionais.

Ou seja, provavelmente, terá várias oportunidades para ingressar nas Forças Armadas.

E o primeiro passo até a sua aprovação é você ficar por dentro de todas as informações e dicas que vou te passar aqui nesse artigo. 

Vamos lá?

O que é o militar temporário?

O militar temporário é um integrante da reserva de 2.ª Classe da Marinha incorporado para prestar serviço militar em caráter transitório e regional. 

Ou seja, o vínculo com a Marinha é precária e transitória, com duração máxima de até 8 anos.

O período inicial para os aprovados no Concurso da Marinha RM2 tem uma duração de 12 meses e será prestado na forma de estágio. 

A boa notícia é que esse tempo pode ser prorrogado por períodos iguais e sucessivos, a critério a quem o voluntário estiver subordinado, desde que o tempo total de serviço prestado não ultrapasse o tempo máximo de 8 anos. 

Como funciona o estágio na RM2?

Os voluntários das áreas da saúde e das áreas de Engenharia, Técnica e Técnica-Magistério, geralmente, cumprem o Estágio de Adaptação e Serviço (EAS) e o Estágio de Serviço Técnico (EST), respetivamente. 

Ambos são divididos em duas partes: 

  1. Instrução Militar-Naval e Estágio de Qualificação de Prática Militar-Naval; e
  2. Aplicação dos conhecimentos técnico-profissionais. 

Instrução Militar-Naval e Estágio de Qualificação de Prática Militar-Naval

Esse estágio tem uma duração de 11 meses e é realizado, obrigatoriamente, pelo Órgão de Formação da Reserva ou Centro de Instrução.

Aqui os incorporados vão receber Instrução Militar-Naval e serão avaliados com aplicação de testes.

Será realizada na Organização Militar que o incorporado está designado a servir e nos primeiros 45 dias, o voluntário deverá realizar um curso online. 

O objetivo é habilitá-lo ao desempenho de serviços e práticas militares navais, conforme a necessidade da Administração Naval.

Aplicação dos conhecimentos técnico-profissionais

Na segunda etapa do estágio, o incorporado vai aplicar os conhecimentos técnicos-profissionais adquiridos na 1ª fase do estágio. 

Inscrições para concurso da marinha RM2

Geralmente, para fazer a inscrição e participar do concurso da marinha RM2 você deve:

  • Ser voluntário;
  • Ser brasileiro nato;
  • Ter maior de 18 anos; e
  • Ter, no máximo, 6 anos de Serviço Militar e/ou Serviço Público prestado, até a data de sua incorporação.

Além disso, de acordo com os cargos divulgados, poderá exigir diploma de Bacharelado/Tecnólogo ou Bacharelado/Licenciatura. 

Etapas do concurso da marinha MR2

Geralmente, são 7 etapas até a incorporação na Marinha. São elas:

  1. Prova Objetiva — eliminatória e classificatória;
  2. Verificação de Dados Biográficos e Verificação Documental — eliminatória;
  3. Inspeção de Saúde — eliminatória;
  4. Teste de Aptidão Física — eliminatória;
  5. Prova de Títulos — classificatória;
  6. Designação à incorporação; e
  7. Incorporação.

Vou te explicar melhor cada uma delas.

Prova Objetiva

Primeiro, os candidatos realizam uma prova objetiva de 3 horas de duração de caráter eliminatório e classificatório. São 50 questões de múltipla escolha divididas em:

  • Língua Portuguesa (25); e
  • Formação Militar-Naval (25).

Os conteúdos cobrados, segundo o último edital, foram:

Língua Portuguesa

  • Gramática — Sistema ortográfico em vigor: emprego das letras, acentuação gráfica, uso de crase; 
  • Pontuação; 
  • Regência (nominal e verbal); 
  • Estrutura da frase: frase, oração, período;
  • Compreensão e interpretação de texto; 
  • Leitura e análise de textos; 
  • Informações implícitas e explícitas; 
  • Os fatores determinantes da textualidade: coesão, coerência, intencionalidade, aceitabilidade, situacionalidade, informatividade e intertextualidades.

Formação Militar-Naval

  • Organização Básica da Marinha:
    • Forças Armadas (FFAA) 
      • Missão constitucional; 
      • Hierarquia e disciplina; e 
      • Comandante Supremo das Forças Armadas. 
    • Normas gerais para a organização, o preparo e o emprego das Forças Armadas 
      • Disposições preliminares; 
      • Destinação e atribuições; 
      • Assessoramento ao Comandante Supremo; 
      • Organização das Forças Armadas; 
      • Direção Superior das Forças Armadas. 
    • Estratégia Nacional de Defesa 
      • Estratégia Nacional de Defesa e Estratégia Nacional de Desenvolvimento; 
      • Natureza e âmbito da Estratégia Nacional de Defesa; 
      • Entre outros.
  • Legislação Militar-Naval:
    • Estatuto dos Militares
      • Hierarquia Militar e disciplina; 
      • Cargos e Funções militares; 
      • Valor e ética militar; 
      • Violação das obrigações e deveres militares; 
      • Crimes militares; 
      • Contravenções ou transgressões disciplinares; 
      • Entre outros.
  • Tradições Navais:
    • Tradições da Marinha do Brasil
      • Semelhanças entre as Marinhas; 
      • Conhecendo o Navio: Navios e Barcos, o Navio, Características do Navio; entre outros. 
  • Relações Humanas e Liderança:
    • Doutrina de Liderança da Marinha
      • Chefia e Liderança; 
      • Aspectos Fundamentais da Liderança; 
      • Estilos de Liderança; 
      • Seleção de Estilos de Liderança; 
      • Fatores da Liderança; 
      • Atributos de um Líder; 
      • Entre outros.
  • História Naval:
    • A História da Navegação
      • Os navios de madeira; 
      • O desenvolvimento dos navios portugueses; 
      • O desenvolvimento da navegação oceânica; 
      • A vida a bordo dos navios veleiros;
      • Entre outros.
    • A Expansão Marítima Europeia e o Descobrimento do Brasil
      • Fundamentos da organização do Estado português e a expansão ultramarina: Lusitânia; 
      • Ordens militares e religiosas; 
      • A importância do mar na formação de Portugal; 
      • A descoberta do Brasil; 
      • Entre outros.
    • Invasões Estrangeiras ao Brasil
      • Invasões francesas no Rio de Janeiro e no Maranhão; 
      • Invasores na foz do Amazonas; 
      • A ocupação do Nordeste brasileiro; 
      • A insurreição em Pernambuco; 
      • Entre outros.
    • Formação da Marinha Imperial Brasileira
      • A vinda da Família Real; 
      • Política externa de D. João e a atuação da Marinha; 
      • A Revolta Nativista de 1817 e a atuação da Marinha; entre outros.
    • A Atuação da Marinha nos Conflitos da Regência e do Início do Segundo Reinado
      • Conflitos internos; 
      • Cabanagem; 
      • Guerra dos Farrapos; 
      • Sabinada; 
      • Balaiada; 
      • Revolta Praieira; 
      • Conflitos externos; 
      • Guerra Cisplatina; 
      • Guerra contra Oribe e Rosas.
    • A Atuação da Marinha na Guerra da Tríplice Aliança contra o Governo do Paraguai
      • O bloqueio do Rio Paraná e a Batalha Naval do Riachuelo; 
      • Navios encouraçados e a invasão do Paraguai; 
      • O recuo das forças paraguaias; 
      • O avanço aliado e a Dezembrada; 
      • Entre outras.
    • A Marinha na República
      • Primeira Guerra Mundial: Antecedentes; 
      • O preparo do Brasil; 
      • A Divisão Naval em Operações de Guerra; 
      • O Período entre Guerras; 
      • Segunda Guerra Mundial: Antecedentes; 
      • Entre outros.
    • O Emprego Permanente do Poder Naval
      • O Poder Naval na guerra e na paz: Classificação; 
      • A percepção do Poder Naval; 
      • O emprego permanente do Poder Naval.

Verificação de Dados Biográficos e Verificação Documental

Essa etapa tem como propósito analisar a conduta do candidato quanto às infrações penais bem como avaliar a postura moral e social.

A ideia é verificar o comportamento do candidato frente aos deveres e proibições impostos aos ocupantes de cargo público da carreira militar.

Além disso, haverá uma verificação de documentos. Que consiste na apresentação, pelos candidatos classificados, dos originais e cópias dos documentos exigidos no edital. 

Geralmente, são estes:

É importante ressaltar que durante toda essa fase, o candidato pode ser eliminado se não atender aos requisitos de bons antecedentes de conduta.

Inspeção de Saúde 

Nessa etapa será marcado um dia, horário e local para que haja uma perícia médica realizada por uma Junta Regular de Saúde. 

O propósito é verificar se o candidato preenche os padrões psicofísicos estabelecidos nas normas da Diretoria de Saúde da Marinha

Normalmente, a Marinha do Brasil realiza 5 exames, segundo o último no edital. Eles são:

  1. Exame clínico e ginecológico;
  2. Audiometria;
  3. Oftalmologia geral;
  4. Biometria; e 
  5. Exame odontológico geral.

Além de outros exames que deverão ser apresentados pelo candidato. Essa também é uma etapa eliminatória. 

O candidato que for considerado inapto pode entrar com pedido de requerimento para nova inspeção. 

O recurso deve ser pedido em até 5 dias úteis a contar da data da divulgação do laudo pela Junta Regular de Saúde.

Teste de Aptidão Física (TAF)

O Teste de Aptidão Física (TAF) tem como propósito saber se a aptidão física do voluntário preenche os padrões físicos exigidos para a prestação do Serviço Militar Voluntário.

Geralmente, nessa etapa o candidato classificado faz uma prova de corrida e outra de natação.

Natação

O percurso de natação é de 25 metros e deve ser feito no tempo máximo de:

  •  50 segundos para os homens; e 
  • 1 minuto para as mulheres.

Corrida

O percurso da corrida é 2400 metros no tempo máximo de:

  • 16 minutos para os homens; e
  • 17 minutos para as mulheres.

A corrida pode ser realizada em pista oficial de atletismo ou em qualquer percurso plano, previamente demarcado. 

O candidato terá duas tentativas para realizar cada uma das provas, em dias subsequentes.

Prova de Títulos

A prova de títulos é de caráter classificatório e, geralmente, corresponde a um total de 100 pontos.

Os documentos aceitos são somente aqueles previstos em edital. Veja só o quadro:

Designação à incorporação

Os candidatos aprovados em todas as etapas serão ordenados, de acordo com a soma da pontuação nas notas obtidas na Prova Objetiva e na Prova de Títulos, e serão convocados dentro do número de vagas previstos.

Inicialmente, eles deverão cumprir 11 semanas, que é o período de adaptação e a 1.ª Fase do estágio que te expliquei no início desse artigo. 

Vale a pena destacar também que durante parte do período de adaptação, os designados à incorporação poderão permanecer em regime de internato, por um período de uma semana. 

Após os primeiros 12 meses de Serviço Militar Voluntário, caso haja interesse da Administração Naval e do próprio Oficial Temporário, poderão ser concedidas prorrogações do tempo de serviço por mais um ano e, assim, sucessivamente, até o limite máximo de 8 anos.

Incorporação

Incorporação é o ato de inclusão do designado para o Serviço Ativo da Marinha, a qual fique vinculado de modo permanente. 

Os designados serão incorporados como:

  • Praça Especial, Guarda Marinha RM2 dos Quadros de Médicos e Veterinário (Md), Dentistas ou do Apoio à Saúde;
  • Praça Especial, Guarda-Marinha RM2 dos Quadros de Engenheiros ou do Quadro Técnico e Técnico-Magistério, dependendo de suas habilitações;
  • Oficial RM2, do Corpo de Oficiais da Reserva da Marinha.

Vagas

Ano passado (2018) foram 385 vagas para nível superior, distribuídas para ambos os sexos e em 9 Distritos Navais. Eles são:

Soldo e cargos

Quem passar em todas as etapas do concurso da Marinha irá ingressar como guarda-marinha e aspirante a oficial. O soldo é de R$ 6.993, segundo a tabela de 2019.

Além disso, há também outros benefícios como vale-alimentação, assistência médico-odontológica, psicológica, social e religiosa que se estende aos seus dependentes. 

Geralmente, as vagas de nível superior são para os cargos de:

  • Odontologia
  • Farmácia
  • Veterinária
  • Enfermagem
  • Fisioterapia
  • Nutrição
  • Terapia Ocupacional
  • Administração
  • Arquivologia
  • Biblioteconomia
  • Biologia Marinha
  • Comunicação Social
  • Desenho Industrial
  • Direito
  • Educação Física
  • Estatística
  • Informática
  • Meteorologia
  • Psicologia
  • Química
  • Serviço Social
  • Entre outros

Mais informações

Aqueles que ingressam como guarda-marinha e aspirantes, após seis meses, pode ser promovido a segundo-tenente, com um soldo de R$ 7.490,00.

E, depois de 1 ano, pode receber uma promoção para primeiro-tenente. O soldo é de R$ 8.245,00. 

Conclusão

Se você quer trabalhar nas Forças Armadas do Brasil, o concurso da marinha RM2 é a oportunidade ideal para você. 

Pois, além de ter um ótimo soldo inicial, você vai trabalhar na sua área em uma instituição que possui valores sólidos e valoriza a boa conduta dos seus profissionais. 

O que quer dizer que você vai adquirir uma excelente experiência profissional que vai alavancar a sua carreira. 

Sendo assim, não perca mais tempo e comece a se preparar AGORA para esse concurso. 

Karol Barbosa Jornalista de formação e escritora de nascença. Adora estudar e escrever sobre educação, concurso público, histórias de ficção e coisas aleatórias. Nas horas vagas faz parte de um grupo de teatro e nos “dias de fazer nada” coloca uma boa série e joga The Sims (sim, até hoje).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *